quarta-feira, 31 de dezembro de 2014

MOSTEIRO DE JEQUITIBÁ - Breve resumo histórico de sua fundação:






O Mosteiro Cisterciense de Jequitibá foi fundado pelo Mosteiro de Schilierbach na Áustria em 1939, mas desde 1936 o Abade do mesmo, Dom Aloísio Wiesinger, pensava numa fundação missionária, de modo que em um dia estando na cidade de Salvador, resolvendo aí algumas questões,  Pe. Alfredo Haasler e Pe. Adolfo Lukasser, vindos de Schilierbach, a pedido de Dom Hugo para tomar posse da Paróquia de Jacobina, foram reconhecidos por Dona Isabel Tude de Souza, pelo hábito branco e negro dos cistercienses, esta, por sua vez, falou -lhes do testamento do seu falecido esposo – o Coronel Plínio Tude de Souza – o qual desejava fazer uma fundação que contemplasse o bem material e espiritual dos lavradores da fazenda Jequitibá. 

Cumprindo sua vontade, Dona Isabel encarrega primeiramente aos Beneditinos de Salvador para iniciar a fundação no ano de 1937, mas devido a falta de pessoal, ela optou pelos Padres Cistercienses que em hora e tempo oportuno aí estavam, convidando o então Pe. Alfredo para visitar a fazenda Jequitibá, o qual achou excelente e propício o lugar para a implantação do referido mosteiro.

Eram três a princípio: Pe. Alfredo Haasler, Pe. Adolfo Lukasser e Pe. João Berchamans Elsen, que já se encontravam na paróquia de Jacobina, a convite de D. Hugo Bressane de Araújo, primeiro Bispo de Senhor do Bonfim. No mesmo ano, o próprio abade do mosteiro de Schlierbach, D. Aloísio Wiesinger chega para acertar os detalhes do empreendimento da nova fundação.

Pouco depois, atendendo o seu chamado, chegam os pioneiros do Mosteiro de Jequitibá: o Engenheiro civil Pe. Hermano Hahn, Pe. Antonio Moser na época, que depois viria ser Abade do mosteiro a partir de 1945, Pe. Reinaldo Stieger, Pe. Henrique Bauer, Pe. Fridolino Glasauer e os Irmãos Emílio Weber, Ubaldo Pusch, Humberto Stocker e Werner Hofer.




 



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...